O que é preciso para se tornar um corretor de imóveis?

creci

Embora existam várias carreiras mais tradicionais, algumas profissões surgem como alternativa para quem deseja engressar no mercado de trabalho, como a de corretor de imóveis.

Sabemos que assim como qualquer outra profissão, a de corretor de imóveis não é fácil e vai muito além de oferecer um imóvel e vender. Quem atua ou já atuou como corretor, principalmente do zero, sem possuir uma carteira de imóveis ou até mesmo de clientes,  conhece as dificuldades que a profissão apresenta.

Mas essa profissão tem se tornado uma das mais procuradas e posso dizer que um bom corretor de imóveis não vende somente imóvel, mas vende também sonhos e conquistas.  Mas você sabe o que é preciso para se tornar um corretor de imóveis?

Se você já é um corretor saberá que não foi fácil chegar e permanecer, conhece cada passo dado para chegar onde está hoje e  sabe que o céu é o limite para você,  mas se você ainda não é um corretor confira nosso artigo abaixo e conheça mais sobre essa profissão.

Além da vontade de trabalhar na área, o interessado precisa:

Ser maior de 18 anos;

Ter o ensino médio completo;

Concluir curso específico na área, o Técnico em Transações Imobiliárias (TTI) é indicado;

Realizar estágio supervisionado;

Solicitar o registro no CRECI.

Após cumprir todas essas etapas, as atividades como corretor de imóveis podem ser iniciadas. O corretor de imóveis é um profissional autônomo, e a sua atuação foi regulamentada pela Lei n.º 6.530, de 12 de maio de 1978.

Dessa forma, o corretor tem autonomia para exercer as suas atividades profissionais tendo seu próprio negócio e/ou associado a imobiliárias e outras empresas do mercado imobiliário, ampliando seus ganhos e oportunidades. 

Há três tipos de formação que você pode fazer para se tornar um corretor de imóveis (curso técnico, tecnológico ou bacharelado).

Após a conclusão do curso, além do certificado os alunos também recebem uma carteirinha de registro do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci), que permite que os profissionais exerçam a profissão. Para mantê-la, é preciso pagar uma taxa ao Creci anualmente.

O CRECI está presente em todos os estados do Brasil e funciona como o órgão regulamentador da profissão de corretor de imóveis. Depois de concluir sua formação, você deve se dirigir ao CRECI da sua região para iniciar o processo de emissão do registro profissional, chamado Pedido de Inscrição de Pessoa Física. A documentação necessária pode variar de um estado para outro. No geral, é necessária a apresentação dos seguintes documentos:

•             Carteira de Identidade

•             CPF

•             Título de eleitor c/ comprovante de votação da última eleição

•             Certificado de reservista, para homens de até 45 anos

•             Comprovante de residência recente

•             Diploma do curso técnico ou de nível superior

•             Comprovante de conclusão do ensino médio

•             Fotos 3×4 (a quantidade varia em cada estado)

•             Comprovante de pagamento da anuidade, emolumentos e taxa expedida pelo CRECI

O requerimento de inscrição é avaliado pelo Conselho da entidade, que deve aprovar a emissão do registro. O documento costuma ficar pronto entre 30 e 60 dias.

Após concluir todos os procedimentos legais você está apto a ser um corretor de imóveis e se não souber por onde começar, comece pela contratação de um bom CRM onde você poderá fazer suas captações e gerenciar suas vendas , se você não conhece nosso CRM aproveite para fazer seu cadastro e utilizar dessa ferramenta, que se tornará cada vez mais essencial e indispensavel – Clique Aqui.

Deixe um comentário